Mineração de Ouro

Mineração de ouro: como funciona esse processo?

Ao buscar a proteção do patrimônio ou um rendimento mais favorável, é sempre importante conhecer os setores econômicos nos quais se está investindo.

Aura | 17 de setembro de 2021

Ao buscar a proteção do patrimônio ou um rendimento mais favorável, é sempre importante conhecer os setores econômicos nos quais se está investindo. Com a mineração de ouro não seria diferente, e as características desse investimento podem ser melhor compreendidas ao entender um pouco mais sobre o processo de extração.

De forma geral, a mineração do ouro vai desde a descoberta do minério até sua extração e preparo. As mineradoras no Brasil realizam essas atividades em estados como Minas Gerais, Mato Grosso, Pará e Bahia. Existem muitos detalhes acerca desse processo e conhecê-los pode ajudar o investidor.

Que tal entender como funciona na prática? Continue a leitura deste conteúdo e confira as informações que separamos para tirar suas dúvidas!

Qual é a importância da mineração de ouro para a economia brasileira?

O setor mineral vem se destacando na economia brasileira. Em 2020, por exemplo, o segmento atingiu a marca de R$ 209 bilhões em faturamento, sendo responsável por quase 2,5% do PIB, segundo o Ministério de Minas e Energia.¹

Em 2021, os números são ainda mais favoráveis. No primeiro semestre, o setor registrou um faturamento 98% superior ao do mesmo período em 2020, alcançando cerca de R$ 149 bilhões (excluindo o petróleo e gás) e gerando R$ 51,4 bilhões em tributos para saúde, educação, segurança e outras atividades públicas.²

Participação do ouro no PIB

Atualmente, a mineração de ouro representa 9,2% do segmento de mercado, ficando atrás apenas do minério de ferro. Ao todo, foram exportadas 48,5 milhões de toneladas do metal áureo, o que equivale a um faturamento de R$2,5 bilhões, no primeiro semestre de 2021.²

Mineração de ouro e geração de empregos

A mineração de ouro também impacta os empregos. Em 2020, a extração de minerais metálicos gerou 16.623 admissões com carteira assinada, e o saldo foi de 6.021 (admissões menos demissões). Além disso, o setor de metais preciosos foi responsável por 4.302 admissões e teve saldo de 1.762 vagas preenchidas no mesmo período.³

Participação do ouro na bolsa de valores

Recentemente, a mineração de ouro trouxe novas opções para os investidores na bolsa de valores. Um exemplo foi a chegada da Aura, mineradora que tem a exploração do ouro como sua atividade principal, com seu BDR patrocinado: um valor mobiliário que está lastreado nas ações da empresa no exterior.

Como funciona o processo de mineração do ouro?

A mineração de ouro não acontece do dia para noite. Para que uma mina esteja em pleno funcionamento, são necessários anos de pesquisa, planejamento, estudos e obtenção de registros junto aos órgãos públicos responsáveis. Esse processo pode ser divido nas seguintes etapas.

Pesquisa e desenvolvimento

O ponto de partida é o mapeamento de áreas de interesse, realizando a prospecção das minas de ouro. Nesse momento, são realizados estudos preliminares e atividades de reconhecimento geológico com especialistas para avaliar se existem jazidas em uma determinada região.

Viabilidade e autorização

A descoberta do ouro é sucedida de estudos para avaliar se os benefícios da extração compensam os custos necessários. Além disso, a mineradora interessada precisa moldar todo o projeto e obter a autorização junto aos órgãos públicos competentes na região escolhida. Logo, pode levar anos para iniciar regularmente a operação propriamente dita.

mina representando o processo de mineração de ouro

Lavra e produção

Com o processo legalizado, viabilidade e recursos disponíveis, a mineradora pode iniciar a operação. A mineração de ouro envolve a extração de rochas brutas e diversas atividades para encontrar o metal precioso e torná-lo cada vez mais puro. Quanto mais tecnologia se emprega no processo, maiores são as chances de ter sucesso nessa atividade.

Lavra a céu aberto e lavra subterrânea

Na mineração de ouro existe a lavra a céu aberto e a subterrânea. Como os próprios nomes já dizem, a primeira se refere às regiões com minérios na superfície, enquanto a segunda exige o recurso de realizar perfurações e escavações profundas.

Refinamento de ouro

Vale ressaltar que a mineradora movimenta uma série de outras atividades até que o metal áureo faça parte das barras, joias, componentes eletrônicos etc. Uma das etapas mais importantes, nesse sentido, é o refinamento.

Nesse processo, o metal chega à indústria com cerca de 80% de pureza, e o papel da refinadora é eliminar as demais substâncias. Essa atividade, que envolve o derretimento da matéria-prima e sua resolidificação, precisa alcançar o padrão de 99,9% de pureza, que é o esperado para que o ouro esteja disponível para o consumidor.

Como investir em mineração de ouro?

Quando se pensa em como investir em ouro, o fato é que existem muitas formas de participar desse mercado com grande relevância para a economia. Além de adquirir as barras ou certificados de propriedade, o interessado pode participar do capital social de uma empresa do ramo, recorrendo a compra de ações ou outros valores mobiliários, como os BDRs.

Nessa segunda situação (isto é, aquisição de valores mobiliários), a expectativa é lucrar em caso de valorização do ativo ou receber os dividendos. Os dividendos correspondem à distribuição do lucro das empresas, após deduções legais, e também é um motivo pelo qual as pessoas procuram ações e BDRs.

Outro ponto importante para o investidor de commodities minerais é pesquisar sobre o momento da mineradora. Se a empresa ainda está nas fases de pesquisa e aprovação junto aos órgãos públicos, a tendência é que os resultados apareçam em longo prazo.

Já aquelas que completaram esse ciclo de investimentos, teoriamente, estarão mais próximas de gerar retorno, pois as minas já podem ser exploradas economicamente. Lembre-se, no entanto, que todas as atividades econômicas envolvem riscos e é importante considerar diversificar as áreas que você realiza os investimentos.

Para montar uma carteira diversificada pode ser interessante combinar ativos de renda fixa e variável, bem como se expor a segmentos econômicos que tenham alguma independência entre si.

Em síntese, a mineração de ouro é uma atividade com grande relevância para a economia, sendo uma boa opção para quem deseja ampliar ou diversificar os investimentos. Ademais, historicamente, o ouro é um instrumento de reserva de valor, especialmente em cenários de incerteza e crise financeira dos países. Logo, vale a pena conhecer as diversas alternativas desse minério para o investidor.

Para entender mais sobre suas possibilidades, confira também nosso conteúdo sobre como investir em commodities!

[AVISO IMPORTANTE: Este artigo é meramente informativo e não se trata de uma recomendação de investimento. Retornos passados, quando mencionados, se baseiam em fatos passíveis de demonstração, que servem apenas como referência histórica e não são garantia de retornos futuros. Investimentos envolvem riscos e podem resultar em perdas, inclusive da totalidade do capital investido, ou mesmo a necessidade de aportes adicionais, conforme o caso. O conteúdo deste artigo reflete apenas a opinião pessoal de seus autores.]

1. Ministério da Economia (2021).

2. IBRAM Infográfico primeiro semestre de 2021 (2021).

3. Caged Ministério do Trabalho e Emprego(2021).

Posts Relacionados

Conheça a história das mineradoras no Brasil e quais são as opções para os investidores!

Mineração de Ouro
8 de julho de 2021
leia agora