Investimento em Ouro

ETF: o que é e como funciona. Descubra aqui!

O mercado oferece diversas opções de fundo de investimento.

Aura | 29 de dezembro de 2021

O mercado oferece diversas opções de fundo de investimento. De forma resumida, essa modalidade simplifica a alocação dos recursos. Isso porque, em vez de selecionar um grupo de ativos e geri-los por conta própria, você adquire uma quota e deixa a administração a cargo de um gestor.

A questão é saber quando os fundos de investimento são uma boa opção, tanto pela competência dos gestores como pelos ativos escolhidos. Aqui, abordaremos um grupo de fundos específico, que são os ETFs. Continue a leitura e entenda se esse investimento vale a pena!

O que é um ETF?

O exchange traded funds (ETF) é um grupo de fundos de investimento que se caracteriza pela tentativa de espelhar um índice financeiro. Assim, o administrador realiza a gestão passiva, ou seja, apenas compra e vende ativos na exata proporção para fazer o resultado do fundo refletir o modelo de comparação.

Em síntese, há três características que definem o que é ETF na prática.

Estar vinculado a um índice

Os ETFs são criados para que o investidor tenha efeitos similares aos que teria se investisse diretamente em um índice. Esse índice pode ter diferentes composições, como:

  • o Ibovespa, que é integrado pelas ações que respondem por 80% do volume de negociações da bolsa brasileira;
  • o iShares Gold Trust, que reflete a cotação do ouro no mercado internacional.

Ter uma gestão passiva

Enquanto no modelo ativo o gestor tenta montar e revisar o fundo escolhendo as melhores aplicações conforme as regras predefinidas, a gestão passiva é mais limitada. Nela, as movimentações devem se restringir ao acompanhamento do desempenho do índice — quer haja valorização, quer haja desvalorização.

Ser negociado na bolsa

A tradução livre para "Exchange Traded Funds" é "fundo negociado em bolsa". E, de fato, esse é o ambiente de negociações desses investimentos. Para acessá-lo, é preciso ter uma conta na corretora e usar o código para emitir as ordens de compra e venda, de forma similar ao que acontece com ações e BDRs patrocinados.

ETF e BDR são a mesma coisa?

O ETF não deve ser confundido com o Brazilian Depositary Receipt. Os BDRs são certificados de depósito de valores mobiliários que estão vinculados a ações de empresas no exterior.

Assim, ser titular de um BDR assemelha-se à condição de acionista de uma empresa, embora, tecnicamente, um detentor de BDR lastreado em ações não se torna acionista do emissor estrangeiro.

Um exemplo de BDR são os valores mobiliários da Aura, negociados na B3.

Quais são os tipos de ETFs?

O tipo de ETF é determinado pelo índice de referência utilizado para compor o fundo de investimento. O site da B3 apresenta a lista completa. Nela, alguns grupos são mais comuns.

Índice em sentido específico

Alguns ETFs possibilitam o investimento com base em índices financeiros e econômicos. Podemos dar o exemplo do BOVA11, que reflete o Índice Bovespa, e o ECOO11, que está vinculado ao Índice de Carbono Eficiente.

Títulos

Alguns ETFS são compostos por indexadores de referência para oferecer renda fixa aos investidores. Para isso, usam como base títulos públicos e privados. O IMAB11, por exemplo, reflete o desempenho do índice IMA-B, que é calculado em função dos títulos do tesouro direto atrelados ao IPCA (índice de inflação).

Ações

Entre as opções de ETFs, também encontramos diversos índices segmentados. Empresas de menor capitalização da bolsa (SMAL11) e ações de empresas de tecnologia no Brasil (TECB11) são exemplos.

Commodities

Os ETFs de commodities têm o propósito de refletir as cotações das mercadorias básicas da economia. Exemplos da bolsa brasileira são o GOLD11, que se baseia no preço internacional do ouro por meio do Ishares Gold Trust, e o CMDB11, que utiliza o Índice Teva Ações Commodities Brasil.

Vale ressaltar que os exemplos citados não são recomendações de investimento, mas apenas uma forma de ilustrar o que é ETF. Avalie seu perfil de investidor, pesquise sobre os fundos e estude bastante para considerar as opções oferecidas pelo mercado.

pessoa clicando em uma tela com ícones indicando o que é ETF

De que forma o ETF se diferencia dos demais fundos de investimento?

Após entender o que é ETF, podemos identificar as diferenças para os demais tipos de fundo de investimento. Como visto, o ponto central é a vinculação a um índice de ações, bolsa, preço de commodities etc.

Além disso, os ETFs são negociados no mesmo ambiente das ações. Já os fundos são oferecidos nas plataformas de investimento das corretoras, de modo que cada instituição financeira tem seus parceiros ou fundos próprios.

Quais são as vantagens dos ETFs?

Os ETFs têm diversos pontos interessantes que podem ser avaliados pelo investidor. Separamos as principais vantagens a seguir.

Diversificação

A lista de ETFs já ultrapassa os 50 fundos listados na bolsa de valores brasileira. Entre eles, encontramos ações, índices financeiros, commodities e diversas outras opções. Logo, o investidor tem inúmeras alternativas e pode considerá-las para diversificar a carteira de investimentos.

Simplificação

O passo a passo para investir nos ETFs é simples. Em vez de comprar, ação por ação, os ativos do Ibovespa, o interessado pode usar o código BOVA11 no home broker.

Opções para diferentes perfis

Os ETFs trazem opções de renda fixa e variável com diferentes graus de risco. Assim, é possível identificar opções compatíveis com investidores de diferentes perfis: moderados, conservadores e agressivos.

Investimento anticíclico

Alguns ETFs podem ser utilizados em estratégias de hedge. Isso porque, certos indicadores acompanham o desempenho de ativos que, historicamente, são buscados em momentos de crise financeira dos países. O ETF que acompanha o preço do ouro é um exemplo, devido à demanda pelo minério como uma possível alternativa de reserva de valor.

Lembre-se de consultar os custos dos investimentos em ETF. Por ser um fundo, existem taxas de administração, e a corretora também pode cobrar outras despesas, como taxa de corretagem.

Entender o que é ETF traz informações úteis para considerar novas opções de investimento. Estude bastante sobre os fundos para entender se eles fazem sentido para montar a sua carteira de investimentos, com base em seu perfil de investidor.

Se tiver interesse em aprofundar seus conhecimentos sobre as opções oferecidas pelo mercado financeiro, leia também o conteúdo sobre como investir em ouro!

AVISO IMPORTANTE: este artigo é meramente informativo e não se trata de uma recomendação de investimento. Retornos passados, quando mencionados, se baseiam em fatos passíveis de demonstração, que servem apenas como referência histórica, e não são garantia de retornos futuros. Investimentos envolvem riscos e podem ensejar perdas, inclusive da totalidade do capital investido, ou mesmo a necessidade de aportes adicionais, conforme o caso. O conteúdo deste artigo reflete apenas a opinião pessoal de seus autores.

Posts Relacionados

Vale a pena investir em fundo de ouro? Descubra!

Investimento em Ouro
10 de dezembro de 2021
leia agora

Volatilidade: como o ouro pode proteger sua carteira em momentos de crise

Investimento em Ouro
9 de novembro de 2021
leia agora