Investimento em Ouro

OZ1D: saiba tudo sobre esse contrato de compra de ouro

Há diversas opções para expor o patrimônio ao ouro, especialmente no ambiente da bolsa de valores.

Aura | 17 de fevereiro de 2022

Há diversas opções para expor o patrimônio ao ouro, especialmente no ambiente da bolsa de valores. Nesse contexto, para quem busca a compra direta da commodity, o contrato OZ1D é uma forma simples de investir.

Por meio deste código, é possível adquirir o produto financeiro diretamente no home broker. É um contrato comprado e vendido no mesmo ambiente de negociações das ações, BDRs, ETFs, entre outros valores mobiliários.

Neste conteúdo, tiramos dúvidas sobre como funciona o OZ1D para você entender um pouco mais com relação às diversas opções de investimento em ouro. Continue a leitura!

O que é OZ1D?

OZ1D é o código de negociação no ambiente da bolsa de valores referente aos contratos de ouro de 250 g, com 99,99% de pureza. 

Nessa operação, o comprador fica com a posse de um documento que demonstra a propriedade da quantidade de minério adquirida. Enquanto isso, até o momento da liquidação, o ouro é mantido em uma instituição de depósito.

Tanto a empresa responsável pelo refino como a depositária são credenciadas pela B3. Por isso, é uma forma de comprar ouro com bastante segurança quanto às características do minério, como peso e pureza.

A cotação do OZ1D varia conforme o grama de ouro em real. O valor do contrato é simples de obter: multiplica-se o preço do grama por 250. Esse valor sofre com as variações da cotação do dólar, uma vez que o ouro é comprado e vendido com preços estipulados na moeda norte-americana.

Lembre-se de que é um contrato sujeito a oferta e demanda, sendo influenciado pelas condições do mercado. Por isso, o investimento pode se valorizar ou desvalorizar, e não há garantias de rentabilidade. 

Em alguns casos, como nas crises financeiras, em que a demanda por ouro costuma aumentar, a tendência é a valorização do contrato. Isso porque, historicamente, o minério é um dos mecanismos mais utilizados nas estratégias de proteção patrimonial, conhecidas como hedge.  

Qual é o perfil ideal do investidor?

O investimento nos contratos OZ1D envolve valores elevados. O valor necessário para compra é equivalente às 250g. Por exemplo, se o ouro estiver cotado a R$312,07 por grama (média de 2021), seriam necessários R$78.017,50 para a aplicação.

Além disso, muitos especialistas consideram que uma boa prática é a diversificação dos investimentos.

Nesse caso, se essa for a estratégia do investidor, compatível com seu perfil, a carteira como um todo tende a custar mais que esse valor do exemplo acima, a fim de combinar o contrato de ouro com outros ativos.

Vale ressaltar que a rentabilidade depende da diferença entre os preços de compra e venda. Não há, por exemplo, a opção de receber dividendos, tampouco uma remuneração fixa. Assim, é mais indicado para investidores experientes.  

Quais são os benefícios para o investidor?

É importante destacar as características que levam alguns investidores a se interessarem pela compra do contrato OZ1D. Confira os diferenciais desse produto financeiro.

Uso como garantia

Os contratos de ouro podem ser utilizados como garantia para empréstimos e investimentos. Um exemplo é como margem de garantia, que são recursos mantidos junto à corretora para cobrir prejuízos em algumas operações de risco.

Boa liquidez

O OZ1D tem mais liquidez em comparação aos contratos fracionários (OZ2D e OZ3D). Além disso, o mínimo para realizar a liquidação com a obtenção do ouro físico é de 250 g, que correspondem ao contrato cheio.

Menor gasto com taxas

As taxas de custódia do OZ1D também são menores que as despesas necessárias para manter os contratos OZ2D e OZ3D. Você deve consultar os valores na corretora, mas, no geral, o percentual de taxa de custódia é maior quando se deposita menores quantidades.

Compra de ouro simplificada

Além disso, a liquidação financeira é um benefício. Graças à possibilidade de comprar e de vender o contrato, sem a movimentação física do ouro, a operação é mais simples, dispensando a logística que envolve a obtenção dos lingotes.

mulher acessando o notebook e visualizando gráficos da bolsa de valores com o código de negociação OZ1D

Como funciona a negociação de ouro na bolsa?

A compra do contrato ocorre no ambiente de bolsa de valores. Assim, você precisa ter uma conta em corretora de valores e acesso ao home broker para emitir as ordens de compra e venda. 

Como visto, basta usar o código OZ1D para emitir a ordem de compra de 250 g. No entanto, há, ainda, outras duas opções, menos utilizadas devido à menor liquidez, que correspondem a porções menores:

  • o OZ2D corresponde a 10 gramas;
  • o OZ3D corresponde a 0,225 gramas.

Após a compra, o investidor não precisa fazer a movimentação das barras físicas. Será pago, até a liquidação, uma taxa para manter os lingotes custodiados junto a uma instituição credenciada pela B3. A taxa de custódia é 0,121%, calculada da seguinte forma:

[(preço médio do OZ1D no dia) × (0,121%) × (quantidade de grama)] ÷ 30

Junto a essa cobrança, existe a taxa de corretagem que pode ser gratuita ou cobrada, a depender da instituição financeira utilizada para realizar a operação.

Taxas e impostos

A taxa de custódia e o Imposto de Renda (IR) são as principais despesas dos contratos de ouro, considerando a liquidação financeira. É importante verificar as tarifas junto à corretora. Já o IR é cobrado em 15% em caso de rendimentos acima de R$ 20.000,00.

Liquidação 

A liquidação do contrato de OZ1D pode ser física ou financeira. Na física, os lingotes são disponibilizados para retirada, e o investidor terá de arcar com os custos e as taxas, como os valores de transporte do metal, certificação de pureza para posterior revenda, depósito em outra instituição, entre outros. Na financeira, a liquidação ocorre com uma ordem de venda, e o investidor recebe o valor em sua conta na corretora após efetiva a transação.

Um ponto a ser destacado é que existem outras maneiras de expor o patrimônio ao ouro, como os fundos de ouro. Neles, haverá um gestor responsável por realizar as operações, e o investidor adquire as cotas junto à corretora ou no ambiente da bolsa de valores (no caso dos ETFs).

Você também pode encontrar mineradoras listadas na bolsa de valores. A Aura, por exemplo, conta com Brazilian Depositary Receipts (BDRs) negociados no ambiente da bolsa de valores pelo código AURA33. Esses valores mobiliários são certificados referentes a ações negociadas no exterior, no caso da Aura, e têm a rentabilidade atrelada também à sua valorização no mercado estrangeiro.

Sendo assim, o ouro pode fazer parte de uma carteira de investimentos de diversas formas, indo além do OZ1D. O ideal é pesquisar bastante para conhecer as opções disponíveis de acordo com seu perfil de investidor. Quanto mais conhecimento, mais chances você terá de realizar boas escolhas e cuidar bem do seu patrimônio.

Que tal uma última dica? Siga a Aura no LinkedIn para aprender ainda mais sobre o segmento do ouro e conhecer boas práticas de educação financeira!

[AVISO IMPORTANTE: este artigo é meramente informativo e não se trata de uma recomendação de investimento. Retornos passados, quando mencionados, se baseiam em fatos passíveis de demonstração, que servem apenas como referência histórica e não são garantia de retornos futuros. Investimentos envolvem riscos e podem resultar em perdas, inclusive da totalidade do capital investido, ou mesmo a necessidade de aportes adicionais, conforme o caso. O conteúdo deste artigo reflete apenas a opinião pessoal de seus autores.]

Posts Relacionados

Ouro futuro: entenda o funcionamento desse contrato

Investimento em Ouro
14 de março de 2022
leia agora

Conheça os fundos de investimentos do mercado e saiba como escolher

Investimento em Ouro
31 de janeiro de 2022
leia agora