setembro 08, 2022

Post in Não categorizado by Natalia Vasconcelos da Silva

A Aura Minerals Inc. (TSX: ORA) (B3: AURA33) (“Companhia” ou “Aura”) tem o prazer de anunciar que a Suprema Corte do Oeste da Austrália (“a Corte”) anunciou hoje a decisão pela aprovação do Arranjo proposto (“Arranjo”), no qual a Borborema LLC, uma subsidiária integral indireta da Aura (“BidCo”) irá adquirir todas as ações da Big River Gold Limited (“Big River”). Os detentores das ações da Big River (“acionistas da Big River”), outros que não a Dundee Resources Limited (“Dundee Resources”), irão receber A$ 0,36 em dinheiro (“Contraprestação”) por cada ação detida na Big River. A Aura manterá sua participação na BidCo através de uma holding intermediária (“JVCo“) e a Dundee Resources concordou, sujeito a certas condições limitadas, em receber ações da JVCo (“Contraprestação em Ações“), ao invés da Contraprestação, a fim de manter indiretamente uma participação acionária na Big River (“Transação“).

 

Destaques

  • A etapa regulatória final para a aprovação da aquisição da Big River, proprietária do Projeto de Ouro Borborema (“Borborema” ou “O Projeto”) pela Aura foi concluída e a transação foi aprovada pela Corte.
  • A implementação da transação, que inclui o desembolso da Contraprestação e o Recebimento das ações da Big River pela JVCo, é esperada para o dia 20 de setembro de 2022
  • Conforme anunciado anteriormente em 19 de abril de 2022 (Aquisição pela Aura da Big River Gold por meio de um Arranjo de Aquisição de Ações Australiano), a Aura irá adquirir a Big River e formará uma joint venture 80%/20% com a Dundee Resources
  • Nos termos do Código JORC (conforme abaixo definido) Borborema irá adicionar 8,2 milhões de toneladas de minério a um teor de 1,22 gramas de ouro por tonelada (320 mil onças de ouro) à base de Recursos Minerais Medidos, 42,8 milhões de toneladas de minério a um teor de 1,12 gramas de ouro por tonelada (1,55 milhões de onças de ouro) à base de Recursos Minerais Indicados e 17,6 milhões de toneladas de minério a um teor de 1,00 gramas de ouro por tonelada (0,57 milhões de onças de ouro) à base de Recursos Minerais Inferidos da carteira Aura, representando um aumento de 40% dos Recursos Minerais Medidos e Indicados e aumento de 33% na base de Recursos Minerais Inferidos da Aura[1] nas operações de ouro da Companhia.
  • A construção do projeto está 100% licenciada
  • Possibilidade de aumento de capacidade de produção da planta
  • Boa infraestrutura logística na região e cidades próximas bem desenvolvidas
  • A Aura espera revisar o Projeto e concluir um Estudo de Viabilidade (“FS de Borborema”) de acordo com o Instrumento Nacional 43-101 – Padrões para a divulgação de Projetos Minerais (“NI 43-101”) para o Projeto Borborema ao fim de 2022/início de 2023
  • Em bases preliminares e sujeito a conclusão e confirmação do FS de Borborema, a Aura espera estar pronta para o início da construção do Borborema em 2023 e início de produção em 2025
  • O processo metalúrgico de extração de ouro proposto é o carbon-in-pulp (CIP) convencional, com tecnologia amplamente testada.

 

Rodrigo Barbosa, Presidente e CEO da Aura, comentou: “Estou orgulhoso de ver a transação aprovada e agora seguir para o closing e iniciar uma parceria com a Dundee Resources, um investidor norte americano de excelente reputação. Nós fizemos uma detalhada due diligence do Borborema, projeto que possui uma geologia avançada e que aumentará nossa base de Recursos Minerais Medidos e Indicados em 40% através de um projeto fácil de construir e de operar (céu aberto). Iremos desenvolver nos próximos meses estudos e buscar oportunidades para otimizar o projeto inicialmente desenvolvido pela Big River[2]. Estamos prontos para desenvolver mais um projeto e iremos manter o mercado informado, almejando iniciar a construção em 2023.”

 

O Projeto de Ouro Borborema

Borborema é um projeto greenfield a céu aberto de ouro, localizado no município de Currais Novos, no Rio Grande do Norte, com mais de 1,87 milhão de onças de ouro de Recursos Minerais Medidos e Indicados e 0,57 milhões de onças de ouro em Recursos Minerais Inferidos, conforme a regulação JORC.

 

Sobre a Aura 360°

A Aura está focada na mineração em termos amplos – pensando holisticamente sobre como seus negócios impactam e beneficiam cada uma de nossas partes interessadas: nossa empresa, nossos acionistas, nossos funcionários e os países e comunidades que servimos.

A Aura é uma empresa focada no desenvolvimento e operação de projetos de ouro e metais básicos nas Américas. Os ativos produtores da Companhia incluem a mina de ouro de San Andres em Honduras, a mina de ouro Ernesto/Pau-a-Pique no Brasil, a mina de cobre, ouro e prata de Aranzazu no México. Além disso, a Companhia possui projetos de ouro no Brasil incluindo Almas e Matupá, um projeto de ouro na Colômbia, Tolda Fria.

Para mais informações, visite o site da Aura em https://ir.auraminerals.com/ ou entre em contato:

 

Road Town, 8 de setembro de 2022

Relações com Investidores

Gabriel Catalani

E-mail: ri@auraminerals.com

https://ir.auraminerals.com/

 

Consultores e assessores

A Canaccord Genuity Corp. está atuando como assessora financeira exclusiva, a Gowling WLG (Canadá) LLP está atuando como assessora jurídica canadense, e a King & Wood Mallesons está atuando como assessora jurídica australiana, para a Aura.

Cassels Brock & Blackwell LLP está atuando como assessor jurídico canadense, e Blackwall Legal LLP está atuando como assessor jurídico australiano para a Dundee Resources.

NextLevelCorporate está atuando como assessor financeiro e MinterEllison está atuando como assessor jurídico da Big River.

A divulgação das informações técnicas e científicas incluídas neste comunicado foram revisadas e aprovadas por Farshid Ghazanfari, profissional qualificado conforme definido pela National Instrument 43-101 – Standards of Disclosure for Mineral Projetos (“NI 43-101”) nos termos da legislação canadense sobre valores mobiliários.

 

Disclaimer

Neste comunicado à imprensa, a Companhia divulgou estimativas de recursos em relação a Borborema que não se baseiam nas definições do Canadian Institute of Mining, Metallurgy and Petroleum (“CIM”), mas foram preparadas com base no Código Australiano para Relatórios de Resultados de Exploração, Recursos Minerais e Reservas de Minério (“Código JORC”). As estimativas baseadas no Código JORC são reconhecidas sob a NI 43-101 em certas circunstâncias. O profissional qualificado da Companhia confirmou que embora as definições da CIM não sejam idênticas às do Código JORC, as definições e categorias de recursos e reservas são substantivamente as mesmas que as definições da CIM mandatadas na NI 43-101 e normalmente resultarão em relatórios de estimativas de reservas e recursos substancialmente similares.

 

Informações Prospectivas

Este Fato Relevante contém “informações prospectivas” conforme definido na legislação de valores mobiliários aplicável.

Frequentemente, mas nem sempre, as declarações prospectivas podem ser identificadas pelo uso de palavras e frases como “planos”, “é esperado”, “orçamento”, “programado”, “estimado”, “estimativas”, “previsões”, “pretende”, “antecipa” ou” acredita” ou variações (incluindo variações negativas ou gramaticais) de tais palavras e frases, ou afirmação de que determinadas ações, eventos ou resultados “podem”, “poderiam”, ou “será” tomado, ocorrido ou alcançado. Tais informações prospectivas incluem, sem limitação, declarações com respeito ao fechamento da Transação.

As declarações prospectivas são necessariamente baseadas em uma série de estimativas e suposições que, embora consideradas razoáveis pela Companhia, estão inerentemente sujeitas a incertezas e contingências comerciais, econômicas e competitivas significativas. É feita referência específica ao mais recente Formulário de Informações Anuais com certas autoridades reguladoras de títulos provinciais canadenses e ao Formulário de Referência mais recente arquivado perante a CVM e a B3 para uma discussão de alguns dos fatores subjacentes às declarações prospectivas, que incluem, sem limitação, a capacidade da  Companhia de atingir suas perspectivas de longo prazo e o tempo e resultados previstos, a capacidade de reduzir custos e aumentar a produção, a capacidade da  Companhia de atingir com sucesso os objetivos comerciais, volatilidade dos preços do cobre e do ouro ou de algumas outras commodities, mudanças nos mercados de dívida e ações, as incertezas envolvidas na interpretação dos dados geológicos, aumentos nos custos, conformidade ambiental e mudanças na legislação e regulamentação ambiental, flutuações nas taxas de juros e de câmbio, a precisão de qualquer reserva mineral e estimativas de recursos minerais, condições econômicas gerais e outros riscos envolvidos na indústria de exploração e desenvolvimento mineral. Se qualquer um desses riscos ou incertezas se materializar, ou se as opiniões, estimativas ou suposições subjacentes às informações prospectivas se revelarem incorretas, os resultados reais ou eventos futuros poderão variar materialmente daqueles previstos nas informações prospectivas. Embora a Companhia tenha tentado identificar fatores de risco importantes que poderiam fazer com que os resultados reais difiram materialmente daqueles contidos nas informações prospectivas, pode haver outros fatores de risco não conhecidos atualmente pela Companhia ou que a Companhia atualmente acredita que não são materiais que também poderiam fazer com que os resultados reais ou eventos futuros difiram materialmente daqueles expressos em tais informações prospectivas. Não pode haver garantia de que tais informações serão precisas, pois resultados reais e eventos futuros podem diferir materialmente daqueles previstos em tais informações. Assim, os leitores não devem depositar confiança indevida em informações voltadas para o futuro, que falam apenas a partir da data em que foram feitas. As informações prospectivas contidas neste comunicado à imprensa representam as expectativas da Companhia a partir da data deste comunicado à imprensa (ou a partir da data em que são declaradas para serem feitas) e estão sujeitas a mudanças após tal data. A Companhia não assume nenhuma obrigação ou compromisso de atualizar ou revisar qualquer informação prospectiva, seja como resultado de novas informações, eventos futuros ou de outra forma, exceto conforme exigido pelas leis de valores mobiliários aplicáveis.

[1] Baseado em GEO, ou onças de ouro equivalentes, calculado pela conversão da produção de prata e cobre em ouro, utilizando a razão dos preços destes metais à do ouro. Os preços utilizados para a conversão são: Ouro = US$ 1.850/oz; Prata= US$ 26,38/oz; Cobre = US$ 4,44/lb.

[2] Para maiores detalhes dos estudos desenvolvidos pela Big River, consultar Comunicado ao Mercado entitulado “BIG RIVER UPDATES COST ESTIMATES FOR 2MTPA BORBOREMA PROJECT AND COMMISSIONS PFS FOR POSSIBLE LARGER PROJECT”, publicado em 31 de março de 2022 e arquivado na Australian Securities Exchange Ltd