dezembro 17, 2020

Post in Não categorizado by Gabriel Catalani

Única mineradora de ouro na B3, Aura está empenhada em ampliar a diversidade em suas plantas

 

O presidente e CEO da Aura Minerals, Rodrigo Barbosa, assinou a carta de compromisso para a inclusão das mulheres na mineração. O documento é uma iniciativa do Women in Mining Brasil (WIM BRASIL), com apoio do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), movimento cuja meta é fortalecer e ampliar a participação das mulheres no setor de mineração.

“É fundamental passar da intenção de aumentar a diversidade para a prática. Ainda mais, nosso modelo de gestão mais decentralizado exige discussões mais ricas nas operações e, para isso, a diversidade tem um papel fundamental. Já assinamos o compromisso com a Woman in Mining no México e vamos fazê-lo também no Brasil”, afirmou Rodrigo Barbosa. “O papel das empresas no mundo atual é outro, precisamos estar cada vez mais conectados à sociedade””, acrescentou Jorge Camargo, Gerente-Geral da Apoena.

Além de buscar um olhar de respeito às mulheres em todos os níveis das organizações, o movimento Women in Mining quer destaca-las também como detentoras de expertise técnica, excelência operacional e espírito inovador.

Em março deste ano, o WIM Brasil lançou o Plano de Ação para o Avanço das Mulheres na Indústria de Mineração Brasileira, uma ferramenta estratégica para que mineradoras, fornecedores e organizações atuantes no setor implementem ações que aumentem a participação das mulheres. A ideia é criar ambientes inclusivos e participativos, voltados para a construção de uma indústria inovadora; e com impactos positivos para a sociedade e acionistas.

 

Sobre a Aura 360°

A Aura é focada na mineração em termos completos – pensando de forma holística sobre como seus negócios impactam e beneficiam cada um de nossos stakeholders: nossa companhia, nossos acionistas, nossos funcionários e os países e comunidades que atendemos. O que nós chamamos de Mineração 360°.

A Aura é uma empresa focada no desenvolvimento e operação de projetos de ouro e metais básicos nas Américas. Os ativos produtores da Companhia incluem a mina de ouro de San Andres em Honduras, a mina de ouro Ernesto/Pau-a-Pique no Brasil, a mina de cobre, ouro e prata de Aranzazu no México e a mina de ouro de Gold Road nos Estados Unidos. Além disso, a Companhia possui mais dois projetos de ouro no Brasil, Almas e Matupá, e um projeto de ouro na Colômbia, Tolda Fria.